Papo Quente - Fantasias, Fetiches e Taras Eróticas
Colabore, sugira uma matéria!Envie

Falta de desejo sexual: o que pode estar acontecendo?

1 vote

Você tem sentido falta de desejo sexual? Ou sabe que a pessoa com quem se relaciona está com esse problema? Saiba que, isso é bem mais comum do que você pode imaginar. E as formas de resolver também são.

Porém, algumas coisas precisam ficar claras. A primeira delas é que, o motivo pelo qual isso tem acontecido, precisa ser esclarecido, entendido. Ou seja, você precisa identificar o porquê da falta de desejo sexual. Se isso está acontecendo com você, fica bem mais fácil de chegar a uma resposta.

Agora, se é com outra pessoa, o diálogo vai precisar acontecer. Nem tente descobrir de outra forma, sem conversar, porque isso pode fazer com que você descubra algo que não é real e acabe se encucando com isso.

Então, esquece, chama a outra pessoa para conversar e questiona: “te fiz alguma coisa?”, “você anda tão estranho(a) comigo”. Depois de ouvi-la, avalie aquilo que foi dito. Se há algo que você possa fazer para melhorar as coisas ou uma questão pessoal, a qual você não pode se meter. O mais importante é sinceridade sempre, em todos os sentidos.

Caso a falta de desejo sexual seja coisa sua, mas mesmo assim, esteja difícil para você identificar porque vem acontecendo, se faça perguntas: “desde quando isso passou a virar rotina?”, “não há nada que possa ser feito com relação a isso?”, “é por alguém específico ou é geral?”.

Por que há tantas possibilidades com relação à falta de desejo sexual?

Inicialmente porque cada pessoa pensa e sente de formas diferentes. E isso faz com que algumas acabem agindo de um jeito e outras de outra. Caso você seja homem, por exemplo, e a sua esposa demonstre falta de apetite sexual, uma das coisas que podem estar acontecendo é ela querer ter relações com outros homens.

Nesse caso, a recomendação é que, mais uma vez, a conversa entre vocês aconteça e os fatos sejam esclarecidos. O motivo pelo qual isso passou a acontecer.

O mais importante, para que o fim do relacionamento não aconteça, a menos que seja isso que você queira, é que o respeito esteja em primeiro lugar sempre. Isso muda tudo por completo. Facilita as coisas, inclusive.

Mas, também pode ser que ele não tenha nenhuma relação com nada disso. Que vocês se amam e está tudo certo, mas que, devido a diversas situações, tudo acabou mudando. O tempo pode ter passado e para você, a outra pessoa deixou de ser tão atraente assim.

Também pode ser apenas uma fase em que você prefere ficar mais tranquilo, sem o ato sexual. E isso pode passar. Por isso, é tão importante entender que os motivos são bem relativos.  E, generalizar nunca é uma boa opção.

Por isso, nada de usar a experiência que o seu amigo teve com relação ao mesmo problema, como exemplo. É outra pessoa, aquela pessoa com que se relaciona também é outra e assim vai. Cada caso é um, diferente, e ponto final.

Isso só acontece com casais?

De forma alguma. A falta de apetite sexual pode acontecer com qualquer pessoa, independente do seu estado civil. Há inclusive aquelas que costumam utilizar práticas como a masturbação e, ao começarem com o problema, simplesmente pararem com elas.

Isso fica ainda mais claro com pensamos em situações mais específicas, como pessoas solteiras que tem relações esporadicamente com parceiros(as) diferentes. A ideia é que o desejo sempre se faça presente, afinal, as pessoas não são diferentes? Enjoar delas não pode ser a desculpa.

Os motivos de não se querer transar podem então ser diversos. Inclusive relacionados a alguns traumas que podem ter acontecidos em meio a alguma relação sexual, que acabou fazendo com que esse bloqueio passasse a acontecer. Mas, independente do que se descubra quanto ao motivo, o mais importante é que se compreenda que o seu problema pode sim ser trabalhado e sanado.

Nada de passar a vida com isso na cabeça, sem saber o porquê, a partir de determinado período da sua vida, o apetite sexual já não existe mais. Inclusive, caso isso para você acabe sendo um enorme problema, procurar a ajuda de um profissional pode ser uma excelente escolha.

Além de ajudar a esclarecer todas as suas dúvidas sobre o assunto, ainda fará com que você possa facilmente ser auxiliado(a) com medicamentos ou até possibilidades naturais. Não que isso se faça estritamente necessário, mas saiba que, se for um incômodo sem fio, não há problemas.  Claro, procurando um profissional que lhe conceda uma medicação adequada e não achando soluções por conta.

Algumas questões que podem causar a falta de desejo sexual

As bebidas e determinados medicamentos, caso você não saiba, podem ser os fatores que acabaram desencadeando a falta de desejo sexual.

Além disso, o estresse e a depressão, para quem sofre de um deles, também podem. A pessoa, quando está esgotada, estressada, no seu limite, dificilmente vai acreditar que a relação sexual pode ajudar em alguma coisa. Apesar de que, ajuda e muito. Já que, as relações sexuais, comprovadamente, relaxam a pessoa, seu corpo, mente, enfim.

Quanto às depressivas, nem há muito o que se explicar. Por elas se encontrarem em uma situação em que não querem muita coisa da vida, acabam ficando desanimadas a ponto de só de pensar em sexo, já se sentirem cansadas.

Mas, caso você não sofra de nenhum desses problemas e mesmo assim, a falta de desejo sexual se faça presente problemas hormonais também podem estar presentes. E, para identifica-los e trata-los, mais uma vez um profissional será necessário. Na maioria das vezes, a forma de resolver o problema é bem simples. porque sim, a falta de desejo sexual pode ser tratada. Basta que a identificação dela aconteça o mais rápido possível e assim, os meios para que esse tratamento aconteça sejam devidamente identificados.

Viu como é simples? Não há porque se apavorar nem nada do tipo. É tudo uma questão de entendimento com relação a o que fazer, quando e como.

Relacionados

Deixe seu comentário

SITES PREMIUM
sites porno
Os profanos
videos porno
Filmes Porno
xvídeos
contos eroticos
Xvideos
Xvideo
Porno
Copyright © 2009 - 2020 - Papo Quente. Todos os direitos reservados.