Swing: perdendo a vergonha!

1 vote

Já imaginou conseguir falar mais sobre o Swing: perdendo a vergonha completa com relação ao tema? Agora é possível. E, de um jeito mais do que fácil.

swing

Fonte: Pinterest/Reprodução

Isso porque, caso você não saiba, muita gente não pratica o swing justamente por não conseguir, devido à vergonha. Ou, por não conseguir falar com seu parceiro ou parceira sobre isso, pelo mesmo motivo.

É a hora de deixar todas essas coisas de lado e, de uma vez por todas, começar a usufruir dessa possibilidade, tão incrível e cheia de opções que é o swing. Depois de fazer uma vez, você nunca mais vai querer falar sobre outra coisa no sentido sexual.

E, para começarmos, diversas coisas que podem ser as suas dúvidas sobre o assunto, serão trazidas. Elas permitirão que muitos fatores sejam esclarecidos.

Além do mais, muitas pessoas que nem se mostram interessada no assunto, tem curiosidades sobre ele. Só não admitem, mas que tem, isso tem. E, sim, todas serão esclarecidas agora.

Mas, antes da primeira curiosidade, é importante entender que, o swing não é considerado putaria. Muita gente fala que quem faz, é puta ou algo do tipo, mas não faz sentido algum. É apenas um fetiche que muitas pessoas têm coragem de realizar e outras, ficam apenas com ele na imaginação.

A primeira curiosidade é que, as casas de swing não são necessariamente frequentadas por casais. Muitas vezes, o que acontece é que uma pessoa, solteira ou não, tem interesse no swing e então, vai sozinho. O que difere é que, principalmente se for um homem sozinho, o valor da entrada será bem maior e nem sempre ele conseguirá o que quer lá. Em casal, tudo fica bem mais fácil.

Sabendo mais sobre Swing: perdendo a vergonha!

Swing: perdendo a vergonha

Fonte: Pinterest/Reprodução

Ainda com relação ao Swing: perdendo a vergonha e também aos homens e mulheres que procuram esses espaços, caso a mulher vá sozinha, a entrada é bem mais barata e as chances de ela conseguir participar de uma verdadeira suruba com certeza é maior.

Quem ainda não foi em um espaço como uma casa de swing, pode imaginar uma espécie de balada, com música, palco e tudo mais. A diferença é que, dentro dessa “balada”, muitas coisas acontecem. No caso da organização dos espaços, vai de um lugar para o outro.

Na maioria, há quartos separados para quem deseja o algo a mais. Mas, não são em todos que é assim que funciona. Em muitos qualquer lugar é ótimo para transar. Então, você pode estar sentado em uma mesa e ao lado, alguém transando. É bem relativo.

Normalmente cada local conta com algumas instruções, como se fosse um regulamento. Assim, regras precisam ser seguidas para que as coisas funcionem bem lá. E, cada pessoa que não cumprir os combinados, é convidado a se retirar.

Uma das regras que é geral em todos os espaços, por exemplo, é que não pode ser levado celular nesses ambientes. O motivo é simples: a privacidade que as pessoas precisam. Se qualquer pessoa pudesse levar o celular e fotografar, filmar, ninguém iria a esses espaços, já que seriam divulgadas imagens nesses momentos.

Mais especificidades

O swing não precisa acontecer apenas em casas que tenham essa finalidade, caso esta seja a sua dúvida. Atualmente é possível encontrar inclusive na internet opções de aplicativos em que casais ou pessoas podem encontrar outras pessoas para fazer um swing.

Na primeira vez, não se importe tanto com questões como saber ou não como fazer um swing. Porque funciona assim como qualquer outra coisa: na primeira vez é sempre novidade e algo extremamente diferente.

Depois, as coisas vão acontecendo de forma natural. Então, sem medo. Mas, cuidado. Porque o swing não salva relacionamento algum.

sexo em grupo

Fonte: Porn Pics/Reprodução

Muita gente acha que, só porque as coisas não estão indo tão bem assim no relacionamento, podem incrementar adicionando ideias como o swing. Só que é preciso entender que, isso pode ser um erro e dos grandes.

Incluindo a situação do ciúme. Como assim? O casal precisa ter certeza de que está tudo bem em participar do swing. Caso eles tenham dúvidas com relação a isso, é melhor não fazer a prática. Ou então, uma das duas pessoas ou as duas podem acabar magoadas.

Então, conversar sobre isso com seu parceiro ou parceira, antes de participarem do swing, é fundamental. Claro, se você fizer isso em casal. Se você for solteiro, não tem erro. Essa não precisa ser uma preocupação sua.

Últimos toques

Investir na masturbação é muito positivo no caso do Swing: perdendo a vergonha. Isso porque, quando você se masturba, você passa a conhecer o seu corpo e isso faz toda a diferença no sentido de depois, quando for se relacionar com outras pessoas. E, nunca, jamais, tenha vergonha do seu corpo. Se não, no dia do swing, você se sentirá mal, chegando a pensar que você é a pessoa com o corpo menos avantajado que os outros participantes. A ideia não é essa e sim, se divertir, aproveitar.

Caso possa, se você tiver a possibilidade de fazer o swing em um lugar reservado, de sua escolha, por exemplo, monte um ambiente atrativo, chamativo. É possível fazer um ambiente sensual e que está extremamente voltado para a ideia do swing. Só depende de você.

E, não se esqueça também de, sempre verbalizar aquilo que você quer, pensa, sente. Isso facilitará o seu contato com as outras pessoas.

Sobre adultérios masculinos, o que você pensa sobre?

Relacionados

Deixe seu comentário

Copyright © 2009 - 2020 - Papo Quente. Todos os direitos reservados. - contato